Baixe Gratuitamente

E-Book

Bibliologia

Cadastre-se-para-receber-o-E-book-completo-de-Bibliologia Pecado

PECADO - O que é pecado? O que Deus diz sobre pecado? Significado da palavra

PECADO-O-que-é-pecado-O-que-Deus-diz-sobre-pecado-Significado-da-palavra-min Pecado

Significado de pecado

Pecado no grego  significa αμαρτία (amartia). Esse termo é derivado de uma raiz que indica “errar o alvo”, “fracassar”.
Trata-se do fracasso em não atingir um padrão conhecido, mas antes, desviar-se do mesmo.

O que iremos ver neste artigo

  • O que é Pecado?
  • Origem da palavra pecado
  • A origem do pecado
  • Pecado original
  • Todos pecaram e destituídos estão da Glória de Deus
  • Tipos de pecado
  • Lista de Pecados Bíblicos
  • Lista de Pecados Capitais
  • Pecado imperdoável
  • Consequências do pecado
  • Conclusão sobre o Pecado
  • Principais Perguntas sobre pecado

O que é o Pecado?

Pecar é afastar-se daquilo que Deus considera como conduta ideal do homem. O pecado consiste na rebelião humana em desobedecer à vontade Deus. Por sua vez este estado leva o homem ao ato da transgressão dos mandamentos.  

Portanto pecado é qualquer falta de conformidade ou transgressão de qualquer regra relacionada a vontade de Deus, que foi manifestada nas Escrituras Sagradas, por meio dos mandamentos e da lei do Senhor. 

Não é só um ato, mas também um estado do homem. Pecar é afastar-se daquilo que Deus considera como conduta ideal do homem. O pecado consiste na rebelião humana em desobedecer a vontade Deus. Por sua vez este estado leva o homem ao ato da transgressão dos mandamentos.  

O pecado como transgressão da Lei de Deus. O conhecedor das leis e mandamentos de Deus pode pecar por omissão e os que não conhecem a vontade de Deus literal, as tem impressa em seus corações, pois nenhum homem será tido como inocente diante de Deus, pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus (Rm 3:23).

E como está escrito: Romanos 1:20 “Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis”.

Assista o vídeo sobre ******

iTEO
Instituto da Teologia

Origem da palavra pecado

No grego é αμαρτία (amartia). Esse termo é derivado de uma raiz que indica “errar o alvo”, “fracassar”. Trata-se do fracasso em não atingir um padrão conhecido, mas antes, desviar-se do mesmo.

Αμαρτία (amartia) – de acordo com o Léxico grego do Novo Testamento,  significa: um equívoco, uma falta, erro em julgamento, um afastamento voluntário da justiça, do dever, da lei, incluindo a ideia de exposição à penalidade (“O Novo Dicionário Bíblico” de Russel Normam Champlin).

Essa palavra, porém, veio a ter também um significado geral, indicando o princípio e as manifestações de pecado, sem dar qualquer atenção a seu significado original.

Portanto pecado é qualquer falta de conformidade ou transgressão de qualquer regra relacionada a vontade de Deus manifestada na Escrituras Sagradas, por meio dos mandamentos e da lei do Senhor. 

A origem do pecado

Criação (Gênesis 1 -Gênesis 2 ) – queda (Gn 3). O mal não vem de Deus (teodicéia). Contudo o mal está sujeito ao poder de Deus.

A essência do pecado é a rebeldia contra Deus. Não é simplesmente um mal moral, mas um mal moral com conotações religiosas.

As Escrituras Sagradas apontam que desde o princípio o diabo vem pecando (1 João 3:8), e foi necessário que Jesus Cristo viesse para destruir todas as obras de satanás. Pois, sabemos que foi o diabo que convenceu Eva de transgredir a ordem do Eterno.

O Ap. João diz em seu Evangelho que desde o princípio o diabo é homicida e mentiroso, pois não há nenhuma verdade nele (João 8:44). O diabo é o pai da mentira. Ele criou o mal, e todo tipo de maldade foi desenvolvida por ele e seus demônios (anjos caídos).

Satanás e seus demônios estão assentados nas regiões celestiais (Efésios 6:12), o diabo não é onisciente e muito menos onipresente, mas ele conta com um exército numeroso de demônios que o ajudam em seu trabalho, manipulando e influenciando a humanidade ao erro.

O trabalho do diabo é de cegar o entendimento dos não crentes para que estes não venham reconhecer Jesus Cristo (2 Coríntios 4:4) como Senhor, salvador e libertador. E por sua vez estes seres humanos que estão presos ao pecado, ao engano não desfrute de uma vida abundante que só Jesus pode proporcionar a todos os homens.

A bíblia afirma que aqueles que praticam a injustiça e não ama seu irmão este é chamado de filho do diabo (1 João 3:10). Porque esta é a obra de satanás, não há amor nele e nem o senso de justiça algum.

A essência do pecado é a rebeldia contra DEUS!

Origem-de-Pecado-Quadrado Pecado

Pecado Original

Pecado ORIGINAL

Romanos 5:12 NVIPortanto, da mesma forma como o pecado entrou no mundo por um homem, e por ele a morte, assim também a morte veio a todos os homens, porque todos pecaram.”

Adão, o primeiro homem em rebelião de desobediência a Deus, transgrediu a ordem dada pelo Eterno, a proibição de comer o fruto da árvore do bem e do mal, sendo que de todo o jardim do Éden Adão e Eva poderiam comer de tudo, menos do fruto da árvore do bem e do mal, que deu origem do pecado.

A transgressão ou rebelião ocorreu com o ato do primeiro homem, errando o alvo pré-estabelecido pelo Senhor e criador de todo o universo, pecando contra Deus.

Desta maneira toda a humanidade descende de Adão pecou, pois foi Adão o primeiro homem a existir, e como herdeiros dele nascemos no pecado, pecamos não pelo ato, mas pelo estado. Ou seja, nossa natureza é pecaminosa.

Romanos 3:23 NVI “pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus”

Saiba mais em nosso artigo sobre Pecado original
e também o artigo “O salário do pecado é a morte“.

Categoria de PECADOS

Pessoal – rebelião contra Deus;

Moral – desvio de uma externa de conduta;

Monista – condição física da natureza humana;

Dinâmica – transgressão de uma norma.

Todos pecaram e destituídos estão da Glória de Deus

O Deus Eterno e Soberano por sua vontade graciosa cria o universo, o Planeta Terra, o Homem, os animais e a flora. Do absoluto nada, sem que houvesse algo semelhante ou parecido a criação de Deus.

O Senhor cria o homem a sua imagem e semelhança, e faz o primeiro casal da história da humanidade, e o Senhor dá a este casal a responsabilidade a incumbência de ser o gestor do Planeta Terra. E que eles podiam usufruir de tudo que o Planeta ofereceria a eles, e só havia uma restrição.

Eles eram abençoados com algo maior e melhor, o Senhor nosso Deus e Criador, vinha ao encontro do casal todos os dias para se relacionar com eles.

A restrição era, não comer do fruto da árvore do bem e do mal. Mas o casal criado para ser os pais da humanidade desobedecem a ordem de Deus por influência de satanás em forma de uma serpente.  

E assim se inicia a história do pecado na humanidade que tem seu início no Jardim do Éden (jardim em que Adão e Eva viveram e era o paraíso) em Gêneses 3.

Pelo fato da desobediência ao decreto de Deus, Adão e Eva iniciam a condição de um estado de culpa, não só para eles, mas para toda humanidade que descenderia diretamente deles.

Receberam punições, para o homem comer ou se sustentar, a partir daquele momento fatídico, ele deveria comer do suor do seu trabalho, a mulher passaria ter dores de parto e a serpente (que manipulou Eva a cometer o pecado) deveria rastejar sobre o pó da terra.

Todos pecaram

O pior foi fato deles serem destituídos da glória e da presença de Deus, a partir daquele momento. O Senhor não os visitaria mais como de costume. O relacionamento do homem com Deus havia sido quebrado.

Desta maneira a transgressão entrou na humanidade e a sua recompensa que é a morte passou assombrar a humanidade (Romanos 5:12).

Como está escrito: “pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus” Romanos 3:23 NVI.

ANTES DE CONTINUAR

VEJA NOSSOS CURSOS
ABAIXO!

CURSO DE TEOLOGIA

APRENDA teologia de forma FÁCIL e DESCOMPLICADA estudando apenas 30 MINUTOS por dia!

CURSOS

MAIS PROCURADOS

Curso Bibliologia

Curso Bibliologia

Curso Bibliologia

Cursos de Teologia

Tipos de pecado

Maça-compa Pecado

Lista de Pecados BÍBLICOS

Adultério

Efeminados

Avarentos

Bêbados

Maldizentes

Incredulidade

Impureza
(Abominação sexual)

Devassos

Prostituição 
(Sexo fora do matrimônio)

Lascívia
(Vício em sexo)

 

Inimizades

Porfias 
(Persistência em fazer o erro)

Emulações
(Rivalidades)

Iras

Pelejas
(Briguento)

Dissensões
(Ama a discórdia)

Heresias
(Ensina a mentira sobre
Deus e tudo que Ele faz)

Feiticeiros

Glutonarias

Lista de Pecados Capitais

Gula

Luxúria

Avareza

Ira

Soberba

Preguiça

Inveja

Pecado imperdoável

Os Evangelhos sinóticos trazem a exortação do Senhor Jesus sobre o pecado sem perdão.

            “Mas quem blasfemar contra o Espírito Santo nunca terá perdão: é culpado de pecado eterno”. Marcos 3:29

“Todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem será perdoado, mas quem blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado”. Lucas 12:10

 Como é esta transgressão?

A blasfêmia contra o Espírito Santo se dá no caso, quando se não reconhece suas características divinas e Sua personalidade. Pois, as Escrituras Sagradas testificam sobre as características divinas e seus atributos e sobre as suas características pessoal.

Ou seja, não acreditar que o Espírito Santo seja uma pessoa como as demais pessoas da Trindade e não atribui a Ele poderes divinos é um pecado sem perdão.

Não crendo nos atributos comunicáveis e incomunicáveis do Espírito da Verdade e na sua obra de aplicar nos homens a salvação, isto implica em descontruir o plano perfeito da Trindade da redenção da humanidade.

 Como está escrito que é o Espírito Santo que convence o homem do pecado, da justiça do juízo de Deus (João 16:8). Porque os homens por si só são incapazes de crer em Deus.

Não crer na pessoa do Espírito Santo o consolador e em sua obra é sentença de condenação eterna sem perdão.

As consequências são dolorosas e danosas, pois o ser humano sofre a consequência de não ter um Deus misericordioso e gracioso a seu favor, contudo o pecador, seja pelo ato ou pelo estado, sofre a ira de Deus.

Em consequência do pecado o homem passa viver uma cegueira quanto ao entendimento da Palavra de Deus e total falta de desejo de agradar ao Criador (Ef 4:18). O ser humano passa ter desejos depravados (Rm 1:28), que pode trazer satisfação e prazer pessoal, contudo o prazer corrompido pode gerar problemas na saúde física e psicológica por tais práticas.

A consequência do pecado é o forte desejo por relações afetivas e sexuais desaprovadas por Deus (Rm 1:26). O pecador tem a ilusão de que está vivendo no caminho certo (2Ts 2:11), que suas atitudes são boas e que a sua maneira de viver é a correta, mas por sua vez o homem passa ter uma dureza de coração (Rm 2:5), não aceitando o Deus Eterno como seu Senhor e por consequência não se submete a Deus.

O pecado gera no coração do pecador o remorso de consciência (Is 33:14), um sentimento de culpa que muitas vezes pode ser perturbador e opressor. Gerando depressão e outros males na saúde do homem.

A morte física (Rm 6:21-23) é inevitável para a humanidade, pois esta vive no estado do pecado. Mas após a morte o pecador terá separação eterna de Deus, da presença consoladora do Eterno, pois não haverá mais possibilidade de conversão depois da morte física (Hb 9:27), passando assim a sofrer os maiores tormentos da alma e do corpo sem interrupção no inferno por toda eternidade.

Conclusão sobre Pecado

Se cumprirmos estes dois mandamentos não cometeremos o pecado, não desviaremos ou nem erraremos o alvo. Precisamos nos atentar que o pecado é danoso a vida é prejudicial ao ser humano e pode nos levar a morte física e espiritual.

Martinho Lutero disse: “Todo o pecado é um tipo de mentira.”

Esta é uma afirmação verdadeira, porque é desta maneira que se comporta o pecador, como um mentiroso, alguém que precisa o tempo todo enganar para poder justificar a sua falha.

Agostinho de Hipona disse: “O Transgressor, ainda que seja rei, é escravo, não de um único homem, mas de tantos senhores quantos sejam seus vícios.”  

Porque o pecado é como um senhor de escravos, faz do homem prisioneiro de suas vontades e desejos.

Mateus 22:36-40

 “Mestre, qual é o maior mandamento da Lei? ” Respondeu Jesus: ” ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas”.

Estas são as principais perguntas feitas sobre pecado. Talvez algumas delas já tenham sidas respondidas, ainda assim listaremos a seguir as principais perguntas para melhor compreensão.

Resposta: Sim. Como criaturas não temos o direito de agir como o Criador que tem todo o direito sobre a sua criação. Ou seja, não nos foi dado o direito de decidir quando nascer e quando morrer, portanto, não podemos tirar nossas vidas.

Resposta:

A Bíblia diz no Antigo Testamento em Levíticos 19:28 que não devemos fazer marcas no nosso corpo, como tatuagem, pois isto é costume de descrentes. Mas não temos um texto claro no Novo Testamento que nos afirme isto, contudo em 1 Coríntios 10:31 diz que Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus.

A pergunta que devemos fazer é: fazer tatuagem vai me ajudar a glorificar ao meu Senhor? Acreditamos que não. Portanto afirmamos que, não é benção fazer tatuagem de maneira alguma.

Sim, porque para se masturbar o praticante tem como objeto de desejo uma pessoa que não é seu cônjuge e fantasia uma relação sexual inapropriada.

Vejamos o que Jesus diz: “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’. Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração”. Mateus 5:27,28 NVI

Resposta: Sim, pois desagrada a Deus, é o pecado de lascívia, pecado de abrasamento. Os “ficantes” como se diz, não são casados e nem possuem o desejo de contrair o matrimonio, ou seja, estão defraudando um ao outro. 

Resposta: Podemos usar o mesmo princípio dos mandamentos de Jesus Cristo como diz Mateus 5:27,28. O praticante da pornografia acaba aflorando desejos sexuais com outros parceiros que não é seu cônjuge, cria fantasias sexuais, desejos sexuais desenfreados, causa problemas psicológicos e devemos entender que a indústria da pornografia está envolvida com crime de tráfico humano, escravidão e pedofilia.  

Resposta: Não, se for praticado com seu marido ou sua esposa, mas o sexo fora do casamento é sim, porque desagrada a Deus e se não agrada a Deus é pecado.

Resposta: Este é um dos assuntos mais controversos, muitos teólogos e pastores possuem opiniões diferentes e divergentes, mas segundo a Bíblia o segundo casamento não é errado, claramente no caso de viúves (o cônjuge vem a falecer). Nos outros casos a Bíblia não dá legalidade ao segundo casamento.

Quanto ao divórcio, o Senhor Jesus disse que Moisés só autorizou por causa da dureza do coração do homem, mas divórcio e segundo casamento são diferentes.

Resposta: Não, é bom que o casal oficialize sua união de maneira pública de acordo com as leis do país.

Resposta: A Bíblia não fala claramente sobre apostas, jogos de azar, mas este tipo de prática primeiramente nos leva a colocar nossa esperança na aposta de lucrar sobre pessoas ou instituições, segundo lugar pode gerar gastos prejudicando o orçamento, por último o hábito de apostar ou jogar pode produzir o vício.  Estes motivos não são bons e podem nos levar ao pecado do amor ao dinheiro. Veja (Provérbios 13:11; Mateus 6:24; 1 Timóteo 6:9-10; Hebreus 13:5)

Resposta: O adultério é condenado pela bíblia, então a resposta é sim. Veja (Êxodo 20:14; Provérbios 6:32; Marcos 10:11-12; Gálatas 5:19-21).

“Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’. Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.” Mateus 5:27-28 NVI

Resposta: Sim, porque é o ato de prática sexual fora do casamento.

Resposta: O ato simples de ingerir  bebida alcoólica por si só não é, mas o ato de embriagues este sim é. Ou seja, bebedice, alcoolismo ou o consumo exacerbado de álcoo.  

Resposta: Comer carne de porco não é. Esta restrição está Antigo Testamento, mas no Novo Testamento não tem este tipo de restrição. (Atos 10:10-16)

Resposta: Vaidade é sim, porque é um tipo de idolatria, pois o homem passa a se achar superior aos outros (Filipenses 2:3). A vaidade demonstra falta de humildade (1 Pedro 3:3,4) e arrogância (Provérbios 18:12).

Resposta: Não há um registro claro sobre o consumo de tabaco na bíblia, até porque o consumo de tabaco não era praticado nos tempos bíblicos, mas haja vista que faz mal para a saúde e como fomos criados para a glória de Deus e somos templo do Espírito Santo é pecado sim. 
“Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o corpo de vocês.” 1 Coríntios 6:19,20

Resposta: Beijar na boca seu marido ou sua esposa claro que não é, mas sair por aí beijando na boca não agrada a Deus, se não agrada a Deus é pecado.

Resposta: Sim, porque a Bíblia diz que a idolatria é pecado e a adoração de imagens não só representa a idolatria como é idolatria. Veja Êxodo 20:3,4; Levíticos 19:4; Levíticos 26:1; Deuteronômio 27:15; Salmos 115:4-8; Isaías 42:8Isaías 44:6-21; Jeremias 10:14; Romanos 1:22,23; 1 Coríntios 10:14 1 Coríntios 19-20; 1 João 5:21.

Resposta: As Escrituras Sagradas nos ensinam que homossexualismo ou homossexualidade é sim. Veja Levíticos 18:22; Romanos 1:21-27; 1 Coríntios 6:9-10.

Resposta: A prática do aborto sim, porque não podemos interromper o processo de vida e nem tirá-la, pois somente o Criador tem este direito de conceber e tirar a vida.

Resposta: No caso do casamento ou fazer parceria com o descrente não, mas pode trazer consequências ruins, afinal de contas como podem dois andarem juntos se não estiverem de acordo? (Amós 3:3)

Resposta: Não, apesar da Bíblia não dizer nada a respeito, pois quando as Escrituras estavam sendo escritas não havia o costume por parte da medicina de transfusão de sangue, que só passou usar esta prática no século 19. Mas como doar sangue e fazer a transfusão são benéficos para a saúde e só faz bem e não contradizem a Palavra de Deus.

Veja o resumo de cada tópico do nosso artigo "Pecado Original"

  • O que é Pecado?
    É a transgressão dos Mandamentos, as Leis e as Ordenanças de Deus.

  •  Origem da palavra pecado
    A etimologia da palavra PECADO, HATTAT no hebraico, HARMARTIA no grego e PECCATUM no latim. Este termo é derivado de uma raiz que indica “errar o alvo” “fracassar” no sentido judaico-cristão, é afastar-se da conduta ideal conforme a revelação de Deus. Ou seja, se desviar do padrão estabelecido por Deus.

  • A origem do pecado
    O princípio o diabo é homicida e mentiroso, pois não há nenhuma verdade nele (João 8:44). O diabo é o pai da mentira. Ele criou o mal, e todo tipo de maldade foi desenvolvida por ele e seus demônios (anjos caídos).

  • Pecado original
    O pecado original surge com Adão, que foi o primeiro homem criado por Deus, Adão transgrediu a ordem dada por Deus (a proibição de comer do fruto da árvore do bem e do mal).

  • Todos pecaram e destituídos estão da Glória de Deus
    Após Adão ter pecado toda a humanidade que descende recebeu a herança pecaminosa e por isso a humanidade está em um estado de pecado. Desta maneira toda humanidade foi separada de Deus.

  • Pecado imperdoável 
    A blasfêmia contra o Espírito Santo se dá no caso, quando se não reconhece suas características divinas e Sua personalidade.

  • Consequências do pecado 
    Ser humano sofre a consequência de não ter um Deus misericordioso e gracioso a seu favor, contudo o pecador seja pelo ato ou pelo estado sofre a ira de Deus. Em consequência do pecado o homem passa viver uma cegueira ao entendimento da Palavra de Deus e total falta de desejo de agradar ao Criador

Curso de Teologia

O que você achou deste artigo sobre "Pecado"?

Gostaríamos da sua opinião e saber se encontrou em nosso estudo o que você procurava!
Se ficou com alguma dúvida sobre este assunto, ou se deseja acrescentar, atualizar ou nos informar algo relacionado a este estudo, escreva abaixo, ficaremos muito felizes com o seu comentário.

Até a próxima

PASTOR E PROFESSOR VALMIR​ OLIVEIRA

iTEO – Instituto da Teologia

Veja também esses artigos

Fechar Menu